Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




06/11/2018

Joan Melé na programação do CPCE

No dia 05 de novembro o CPCE juntamente com a Rede Consciência e Dinheiro recebeu Joan Melé, 40 anos de experiência na área bancária, trabalhou no Triodos Bank na Espanha e na câmara de empreendedores da Catalunha. Promotor do Banco Ético, e autor dos livros Dinheiro e Consciência e Economia Aplicada aos Jovens, que abordou o tema   Dinheiro e Consciência, presentes estavam os conselheiros e convidados. Melé veio para o Festival de Impacto que tem como objetivo apresentar cases, despertar o debate e promover finanças e negócios de impacto ? transações que têm a missão de gerar impacto socioambiental ao mesmo tempo em que geram resultado financeiro positivo e de forma sustentável.

 

Joan Melé falou sobre Banco Ético e  nos inspirou a iniciar uma transformação a partir de nossas decisões sobre consumo e de nossa relação com o dinheiro, na sua apresentação diz que o dinheiro tem três aplicações, doação, poupança e serve para comprar. Ele faz várias críticas ao dinheiro que só compra e não traz felicidade, não preenche o vazio das pessoas, o dinheiro de doar é aquele que acredita no projeto do outro, é aquele que faz deste mundo, um mundo mais justo.

 

Conforme Meiri Ueno da Rede Dinheiro e Consciência ?Umas das formas de mudarmos a economia, e que está em nossas mãos, é termos consciência de que o dinheiro é nosso e que podemos escolher e definir para onde ele deve fluir sempre que compramos algo, que investimos/poupamos ou quando doamos. A pergunta que está por traz dessas três ações é: o que quero nutrir no mundo com o meu dinheiro??

 

A coordenadora executiva lembrou que 27 de novembro é o Dia de Doar e trouxe  dados recentes da pesquisa do Ranking Mundial da Solidariedade. (Global Giving Index)  que apontou que o Brasil está em 122 lugar.  Sendo que entre os brasileiros 14% afirmaram ter doado dinheiro em 2016, que 13% fez um trabalho voluntário e 43% ajudou um desconhecido, estes dados foram piores que os anos anteriores devido à crise econômica.  Também fez um alerta da importância dos Incentivos Fiscais, na medida que em breve as empresas estarão fazendo a declaração de Imposto de Renda. O dinheiro da destinação promove uma sociedade mais justa e fraterna.

 

 Para Angela Broch, conselheira e professora na área contábil disse que  ?As incríveis coincidências que não coincidências e sim chamamentos do inconsciente. Falo isto, pois hoje tomei contato com um conceito onde o dinheiro não ve, antes das pessoas, ao contrário ele está a serviço delas. Agradeço ao CPCE pela oportunidade e parabenizo a equipe que está coordenando este projeto a Rede de Dinheiro e Consciência. Se queremos um mundo melhor é bom saber que é possível auxiliar nesta construção.  

Fiep   Federação das Indústrias do Estado do Paraná   Direitos Reservados
Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR