Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




CIN / PR22/08/2013

Por Que Exportar

A internacionalização do seu negócio pode alavancar o crescimento da sua empresa. As oportunidades que a globalização traz para o mercado são inúmeras.

Ao iniciar um processo de exportação, a empresa já possui um diferencial competitivo em relação às empresas que não exportam. São muitas as vantagens em exportar, e, em resumo, o resultado é a geração de maiores receitas e lucros. Além disso, com a facilidade da tecnologia, hoje é muito mais simples efetuar transações comerciais com qualquer lugar do mundo. Ainda está em dúvida? Confira mais vantagens em exportar:


Diversificação de Mercados
Uma parcela de sua produção será destinada para o mercado interno e outra para o mercado externo, permitindo que sua empresa amplie a carteira de clientes. Isso significa correr menos riscos, pois, quanto maior o número de mercados a atingir, menos dependente sua empresa será de um único mercado. Outro ponto positivo é eliminar a sazonalidade do produto, pois poderá vende-lo o ano inteiro, já que terá diferentes mercados e não dependerá somente das estações nacionais.

Aumento da Produtividade
Ao iniciar o processo de exportação, sua escala de produção aumenta significativamente, devido à redução da capacidade ociosa existente e aperfeiçoamento dos processos produtivos. Com o aumento da produção, você tem melhor poder de negociação para a compra de matéria-prima. Logo, o custo da fabricação dos produtos tende a diminuir, tornando-os mais competitivos e aumentando a sua margem de lucro.


Melhoria da Qualidade do Produto
Em muitos casos, o produto precisa ser aperfeiçoado, pois a empresa precisa adaptá-lo às exigências do novo mercado. Ao ingressarem no mercado internacional, as empresas adquirem tecnologia, pois os países desenvolvidos exigem dos seus fornecedores normas e procedimentos que, com o tempo, são internalizadas e passam a ser rotineiras e, assim, todos os seus negócios posteriores com o exterior, ou com o mercado interno serão feitos dentro dessas normas.


Diminuição da Carga Tributária
Ao exportar, sua empresa pode utilizar mecanismos capazes de diminuir os tributos normalmente cobrados nas operações do mercado interno, os chamados de “incentivos fiscais”. Quando se trata de uma exportação, é importante que o produto possa alcançar o mercado internacional em condições de competir em preço e, por isso, ela pode compensar o recolhimento dos impostos internos, tais como:

  • IPI - Os produtos exportados não sofrem incidência do Imposto Sobre Produtos industrializados
  • ICMS - O Imposto Sobre circulação de Mercadorias e Serviços não incide sobre operações de exportações
  • COFINS - As receitas decorrentes da exportação, na determinação da base de cálculo da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social são excluídas
  • PIS - As receitas decorrentes da exportação são isentas da contribuição para o Programa de Integração Social
  • IOF - As operações de câmbio vinculadas à exportação (serve também para outros bens e serviços) têm alíquota zero no Imposto sobre Operações Financeiras

Melhoria da Empresa e de sua Imagem
Quando a empresa começa a exportar, ela passa por diversos processos de melhorias, como novos padrões gerenciais, novas tecnologias, novas formas de gestão, qualificação da mão-de-obra, geração de novos empregos, agregação de valor à marca, entre outras. Ao tornar-se uma empresa exportadora, a sua imagem muda e fica associada a mercados externos, em geral mais exigentes, com reflexos positivos para os seus clientes e fornecedores. A empresa começa a ser uma referência em relação aos concorrentes e passa a ser vista como uma empresa de produtos de qualidade.

Fonte: http://www.mdic.gov.br/



Fiep   Federação das Indústrias do Estado do Paraná   Direitos Reservados
Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR