Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




CIN / PR22/08/2013

Como Exportar

Quer exportar mas não sabe por onde começar? Confira o Passo a Passo.

1- Planejamento

  • Identificação de novos mercados 
  • Mais lucros
  • Mais empregos
  • Maior escala de produção e venda
  • Separar uma parte da produção para o mercado interno e outra para o mercado externo, pois a exportação é um processo contínuo 
  • Alterar o contrato social da empresa, acrescentando na finalidade, a atividade de exportação
  • Conversar com os parceiros que poderão ajudá-lo no comércio exterior
  • Capacitação: Curso de Capacitação em Comércio Exterior
  • Providenciar o RADAR (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes
  • Aduaneiros), junto à unidade de fiscalização aduaneira da SRF (Secretaria da Receita Federal), com jurisdição sobre seu estabelecimento matriz
  • Entrar em contato com a Secretaria da Receita Federal – SRF e obter a senha de acesso ao SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior)

2 – Pesquisa de Mercado

  • Pesquisar o mercado internacional
  • Procurar avaliar os concorrentes internos e externos
  • Fazer pesquisas na internet
  • Verificar se existem barreiras técnicas para o seu produto
  • Conhecer o país escolhido (cultura, hábitos, renda, economia, população e clima)


3 – Negociação com o importador

  • Classificar corretamente a mercadoria é fundamental
  • Negociar (frete, seguro, local de embarque e desembarque e desembaraço aduaneiro)
  • Elaborar a planilha de preço:
    Preço interno = custo total + lucros + tributos
    Preço externo = preço interno – tributos – despesas internas + despesas externas
  • Ser pontual incluindo no prazo final: tempo de elaboração do produto, prazo de embarque e prazo do transporte
  • Modalidades de pagamentos: antecipado, à vista do recebimento do produto, carta de crédito e cartão de crédito

4 – Elaboração da fatura Pro Forma
Anotar tudo o que foi negociado com o importador e transcrever para a fatura pro forma.

5 – Envio de fatura Pro Forma ao importador
Enviar a fatura pro forma para que possa ser gerado o pedido de compra.

6 – Importador vai ao banco e solicita a abertura da carta de crédito (L/C)
O importador dirige ao seu banco, no estrangeiro e entrega para o gerente do banco a carta de crédito.

7 – Exportador analisa carta de crédito
O banco do importador envia a Carta de Crédito para o banco do exportador, aqui no Brasil, que por sua vez, entra em contato com o exportador dando-lhe uma cópia da Carta de Crédito. O exportador verifica, então, se nela estão contidos todos os termos da negociação.

8 – Exportador elabora a fatura comercial
A fatura comercial (commercial invoice) é o documento internacional, emitido pelo exportador que, no âmbito externo, equivale a Nota Fiscal. Sua validade começa a partir da saída da mercadoria do território nacional e ela é imprescindível para o importador desembaraçar a mercadoria em seu país.

9 – Exportador prepara mercadoria para embarque
O exportador prepara a mercadoria de acordo com o solicitado na Carta de Crédito e solicita o início do Registro de Exportação (RE) no SISCOMEX. 

10 – Exportador elabora o packinglist
O Packing List é o documento necessário para o desembaraço da mercadoria e para orientação do importador quando da chegada dos produtos no país destino. Na verdade, é uma simples relação, indicando os volumes a serem embarcados e os respectivos conteúdos.

11 – Exportador emite nota fiscal
A nota fiscal da mercadoria destinada à exportação é utilizada para o trânsito interno da mesma, acompanhando-o até o ponto de desembaraço para o exterior. Ela acompanha a mercadoria desde a saída do estabelecimento até o efetivo desembaraço físico junto à Secretaria da Receita Federal.

12 – Exportador providencia o pré-transporte até o porto ou fronteira
Providenciar o pré-transporte da mercadoria, até o porto ou fronteira de destino.

13 – Exportador solicita o despacho aduaneiro
Despacho aduaneiro é o procedimento fiscal pelo qual se processa o desembaraço aduaneiro da mercadoria destinada ao exterior.

A carga é distribuída para fiscalização conforme a parametrização, que é o processo de seleção de canais de conferência aduaneira. São três canais:

  • Canal verde: liberação automática pelo SISCOMEX.
  • Canal laranja: liberação após a conferência documental pela fiscalização.
  • Canal vermelho: liberação após conferência documental e verificação física da mercadoria pela fiscalização.

14 – Pagamento do frete e seguro pelo exportador
Providenciar o pagamento do frete e do seguro, se negociado com o importador.

15 – Recebimento do conhecimento de embarque (B/LOU AWB)
O conhecimento de embarque marítimo, também conhecido como Bill of Landing (B/L) ou Air Way Bill (AWB), é o documento emitido pela companhia transportadora que atesta o recebimento da carga, as condições de transporte e a obrigação de entrega das mercadorias ao importador.

16 - Desembaraço e averbação junto à Receita Federal
O desembaraço aduaneiro será registrado no SISCOMEX pelo AFRF (Auditor Fiscal da Receita Federal). A averbação é o ato final do despacho de exportação e consiste na confirmação, pela fiscalização aduaneira, do embarque da mercadoria e do registro dos dados do transportador.

17 – Emissão do comprovante de exportação
Após toda a conclusão de toda operação de exportação, será fornecido ao exportador, se solicitado, o documento probatório da exportação, emitido pelo Siscomex, na Unidade de despacho da mercadoria.

18 – Exportador consolida toda documentação
Exportador consolida toda a documentação e envia uma cópia para o importador: nota Fiscal, Registro de Exportação, Fatura Comercial, Carta de Crédito, Conhecimento de Embarque, Apólice de Seguro e Comprovante de Exportação.

19 – Exportador contrata câmbio
O fechamento de câmbio é uma fase muito importante no processo de exportação, pois é nesse momento que ocorrerá a venda para o Banco, por parte do exportador, da moeda estrangeira resultante da operação de exportação. Fechar o câmbio significa negociar as dívidas obtidas com a instituição financeira escolhida, a uma determinada taxa de câmbio e entregar em data fixada os documentos comprobatórios da exportação.

20 – Exportador entrega documentação ao banco
A forma negociada para a entrega da moeda estrangeira foi o cumprimento das obrigações detalhadas na Carta de Crédito. Ao entregar os documentos da exportação, sem discrepâncias com os termos e condições da carta de crédito, a liquidação se dará até o 10° dia seguinte ao da entrega dos documentos. Este prazo é razoável para que o Banco confira os documentos da exportação com os termos da carta de crédito.

21 – Exportador liquida câmbio e recebe os reais
Liquidação do Câmbio é o procedimento de entrega da moeda estrangeira ao Banco autorizado que, por sua vez, efetua o pagamento do valor equivalente em moeda nacional à taxa de câmbio acertada na data do fechamento de câmbio.

22 – Exportador envia carta de agradecimento
Enviar e-mail de agradecimento ao fechar seus negócios e manter uma correspondência regular com o seu cliente, fortalecendo os laços comerciais. Se possível, visite seu cliente em seu país de origem para conhecer o mercado e suas necessidades.

Fonte: Guia do Comércio Exterior – CIN Mato Grosso / Sistema FIEMT


Quer saber mais?

Conheça a Série “Como Exportar”, do Brazil Trade Net, que reúne informações básicas sobre países ou mercados integrados de interesse do exportador brasileiro (dados sobre perfil sociopolítico, comércio exterior, economia, finanças, canais de distribuição e legislação, entre outros). 

Acesse a lista completa da série aqui

  Argentina   Arábia Saudita   Austrália
              
 Bareine   Bélgica   Bolívia
     
  Canadá   Cingapura   Equador
     
 Filipinas   Geórgia   Irlanda
      
 Israel   Itália   Kuwait
     
 Malásia   Polônia   Ucrânia
     

 

 

Fiep   Federação das Indústrias do Estado do Paraná   Direitos Reservados
Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR