Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




26/04/2017 - Atualizado em 16/05/2017

Diretriz: Melhoria das condições de acesso ao mercado externo

Período 2: junho 2016 / fevereiro 2017

No ano de 2016, foi dada continuidade ao projeto INSERI PEQUENOS NEGÓCIOS – Inserção Internacional Competitiva de Pequenos Negócios, através do convênio entre a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O projeto continua a ser executado no Paraná pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), por meio do seu Centro Internacional de Negócios (CIN), sempre com o objetivo de incentivar a internacionalização de micro e pequenas empresas.

No ciclo 2016, foram realizadas capacitações empresariais em comércio exterior, com temas transversais e específicos aos setores industriais contemplados. As transversais abordaram os temas de: Negociação Internacional e Contratos Internacionais, ambos realizados em Curitiba e que contaram com a participação de 15 e 20 indústrias, respectivamente.

As específicas atenderam ao setor Moveleiro, Alimentos e Bebidas e Software, que contaram ao todo com a participação de 43 indústrias atendendo as cidades de Curitiba, Pato Branco, Londrina, Maringá e Cascavel. Os temas aplicados foram Design Industrial como Fator de Inovação, Tendências de Consumo e o Setor Moveleiro, Internet das Coisas (IoT) e a Metodologia Coaching com foco no desenvolvimento de plano para internacionalização.

De acordo com a CNI (2016), as empresas enfrentam dificuldades em superar a complexidade dos procedimentos burocráticos e dominar as diferentes etapas envolvidas na operação de venda para o mercado internacional.

As ações de acesso ao mercado foram executadas por meio do projeto Prospect – prospecção de mercado para os setores de Alimentos e Bebidas e Móveis, direcionado ao mercado Chileno, com visitas de validação das informações de inteligência de mercado por meio de empresas logísticas, aduaneiras, potenciais importadores e cadeias de varejo para benchmarking de posicionamento no mercado. Estudos de mercado também foram desenvolvidos para os setores de Alimentos e Bebidas, Cosméticos, Máquinas e Equipamentos, Móveis, Software e Têxtil, apresentando as principais tendências dos mercados internacionais com potencial para as exportações, bem como suas oportunidades.

A Fiep entende que:

Para exportar, não basta câmbio elevado e uma crise econômica interna que nos faça procurar alternativas em outros mercados; é preciso estar preparado para atender às demandas internacionais. Uma empresa que está pronta terá certamente horizontes mais positivos para traçar estratégias e projetar o futuro. (GAZETA DO POVO, 2016)

Além dos estudos do programa, foram desenvolvidos e entregues 27 estudos de mercado para identificação de potenciais clientes no exterior, proporcionando às indústrias traçarem suas estratégias de acesso aos mercados internacionais.

Para 2017, o novo ciclo continua através das capacitações empresariais em temas transversais/específicos na área de internacionalização em conjunto com inteligência de mercado.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os seguintes erros foram encontrados:








    1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
    2. São um espaço para troca de ideias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
    3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
    4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
    5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de ideias.
    Fiep   Federação das Indústrias do Estado do Paraná   Direitos Reservados
    Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR