Objetivo 4 - Reduzir a mortalidade infantil

Entre 1990 e 2004, o Paraná reduziu à metade sua taxa de mortalidade de crianças menores de 5 anos de idade, passando de 39 para 18 o número de óbitos a cada 1.000 crianças nascidas vivas. Apesar do enfraquecimento da tendência de queda nos últimos anos e do fato de aumentar a dificuldade de redução à medida que se atinge níveis mais baixos de mortalidade, o Estado se encaminha para o alcance da meta 5, que propõe a redução em dois terços até 2015. Segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano elaborado pelo PNUD, entre 1991 e 2000, 50 municípios brasileiros já haviam atingido a meta, sendo que destes 30 eram paranaenses.

Conheça os projetos paranaenses relacionados a este objetivo 

Metas  Indicadores
Reduzir em dois terços, até 2015, a mortalidade de crianças menores de 5 anos
Taxa de mortalidade de crianças menores de 5 anos

Taxa de mortalidade infantil15. Proporção de crianças de 1 ano vacinadas contra o sarampo

Como ajudar

  • Apoiar programas de acesso à água potável para populações carentes;
  • Permitir o acesso das crianças portadoras do HIV e outras doenças infecciosas, a medicamentos específicos;
  • Incentivar programas educacionais, em comunidades carentes, de esclarecimento sobre higiene pessoal e sanitária, aleitamento materno e nutrição infantil;
  • Conscientizar sobre a importância do exame pré-natal e das vacinações do bebê;
  • Promover campanhas de conscientização e prevenção no combate a Aids.

Comentários - Deixe seu comentário

por ARYSLENNON MARCELINO - Sábado, 27 de Julho de 2013 - 11:47:17 - Comentar

I XI FALO DE MUDANÇA DE CATEGORIA COMO NOI ESPORTE EXEMPLO JUDO FAIXA PARA VIDA ETERNA E NUNCA MORTALIDADE CNEC MACEIO APRENDER A TRANSFORMAR ,MACEIO ALAGOAS ,ARYSLENNON MARCELINO , VCS NAO DOAN O CERTO E COMEM PASSAM SOZINHO COMO A MUSICA DE CAETANO VELOSO FEIO ODM BRASIL FEIO FEIO FEIOS FILHOS DE PUTA E TRANSFORMAR E CIVILE COMER VCS VIVOS NA ARMA DE FOGO RISOOSOSOSOSOS MARCELINO


Respondendo respondendo ARYSLENNON MARCELINO
por Brasileiro decepcionado da silva - Sexta-feira, 21 de Março de 2014 - 19:32:03 - Comentar

Que vergonha... realmente precisamos estimular a educação...


por ana clara - Domingo, 04 de Setembro de 2011 - 18:13:42 - Comentar

isso é uma pena as crincas morrerem amei o jeito de como sjudar


por julio - Sábado, 30 de Abril de 2011 - 10:58:51 - Comentar

SERIA INTERESSANTE INFORMAR DADOS MAIS RECENTES PARA VERMOS A REAL SITUAÇÃO DO ESTADO. SERÁ QUE AS POLÍTICAS PÚBLICAS ESTÃO SURTINDO EFEITO?


por Patricia Merlin - Sábado, 25 de Setembro de 2010 - 17:22:22 - Comentar

Nesta página, quando clicamos em saiba mais, abre a informação sobre mortalidade infantil e não os dados sobre melhoria da saude da gestante... Obrigada!


por Gilberto Deusdedit Repukna - Terça-feira, 04 de Agosto de 2009 - 23:29:10 - Comentar

São cada vez mais freqüentes acidentes no lar, as estatísticas provam isso e também provam que um trabalho sério de prevenção reduz estes acidentes. Devemos desenvolver campanhas, palestras, escrever cartilhas a fim de atingir metas de redução. No Brasil morrem por dia aproximadamente 16 crianças vitimas de acidentes dentro do próprio lar. Governo e população devem se mobilizar, agir e salvar vidas.


Deixe seu comentário





Site Seu blog ou página pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
2. São um espaço para troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.

 Aceito receber comunicação da Fiep e seus parceiros por e-mail
 
Nós Podemos Paraná - Av. Comendador Franco, 1341 - Jardim Botânico - 80215-090 - Curitiba/PR - Fone: 41 3271-7692