clique para ampliarclique para ampliar (Foto: Divulgação)

O mercado infantil movimenta quase R$ 4 bilhões por ano no Brasil e atender esse mercado é uma alternativa para a expansão das marcas. A empresa Noos que produz móveis entrou neste setor com uma inovação: está confeccionando peças que acompanham as várias fases de crescimento das crianças.

Os pais e arquitetos Eduardo Sucre e Karina Sucre estavam cansados de inutilizar coisas que compravam para os filhos e resolveram inventar. Assim, lançaram uma série de produtos em uma feira infantil. O investimento inicial, em 2016, foi de R$ 80 mil. O casal fez um pequeno estoque e montou um showroom em casa. Hoje a marca oferece 15 produtos, como a mesa que ganha pernas extras e o cadeirão de bebê mutante. O negócio cresce 20% todo mês e, em abril, faturou R$ 40 mil. Os produtos custam de R$ 149 a R$ 1.295. Noventa por cento das vendas são feitas pelo site (https://www.noos.com.br/). Eles são enviados desmontados para todo o Brasil.

"Tudo faz um clique, é levinho, e acaba sendo intuitivo, porque você consegue ver onde os encaixes estão. Quando a criança é pequena, vai comer nessa bandejinha. Quando ela for crescendo, a bandejinha foi desenhada para encaixar numa mesa de jantar normal, tamanho padrão. Então, você tira a bandeja, a trava e ela vira uma cadeira alta", explicou a Karina, em entrevista para o site Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

A marca também trabalha com brinquedos, como a borboleta-balanço e o jacaré com rodinhas. As peças, que têm produção terceirizada, são feitas de camadas de laminados envolvidos em madeira nobre.

Com informações do site Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Leia mais notícias sobre o setor em http://www.fiepr.org.br/boletins-setoriais/2/.