Sinfor PR
TI PARAN┴
Selo de qualidade - 11/04/2013

Proposta para certificašŃo de softwares foi finalizada

Objetivo Ú credenciar e diferenciar programas de computador para maior competitividade

O Programa de Certificação do Software Brasileiro (Certics), elaborado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) já está definido. Segundo o governo, o Certics servirá como parâmetro para compras públicas de programas de computador brasileiros, além de auxiliar na competitividade do setor dentro e fora do país. O instrumento faz parte do Programa Estratégico de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (TI Maior). A oficialização do programa está prevista para acontecer até o fim de abril.

Segundo o coordenador-geral de Serviços e Programas de Computador do ministério, Rafael Moreira, a proposta inicial do Certics passou por mais de 90 dias de consulta pública e recebeu mais de 400 sugestões de aprimoramento, inclusive de outros países. O objetivo é credenciar e diferenciar softwares e seus serviços associados, com o objetivo de gerar valor local e competitividade global para o Brasil.

Destinada às empresas desenvolvedoras de software e serviços associados, instaladas em território nacional, de diferentes portes, setores e modelos de negócios, a adesão é voluntária. Pela proposta que passou por consulta pública, o MCTI emite a certificação por meio da Secretaria de Política da Informática (Sepin). Já a avaliação para a obtenção da certificação é realizada pelo Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, entidade ligada ao ministério.

De acordo com Moreira, o lançamento do programa depende da identificação de centros para avaliação dos softwares em todo o país, garantindo a agilidade do processo.

Deixe seu coment´┐Żrio

Site Seu blog ou p´┐Żgina pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a pr´┐Żtica do debate respons´┐Żvel. S´┐Żo abertos a todo tipo de opini´┐Żo. Mas n´┐Żo aceitam ofensas. Ser´┐Żo deletados coment´┐Żrios contendo insulto, difama´┐Ż´┐Żo ou manifesta´┐Ż´┐Żes de ´┐Żdio e preconceito;
2. S´┐Żo um espa´┐Żo para troca de id´┐Żias, e todo leitor deve se sentir ´┐Ż vontade para expressar a sua. N´┐Żo ser´┐Żo tolerados ataques pessoais, amea´┐Żas, exposi´┐Ż´┐Żo da privacidade alheia, persegui´┐Ż´┐Żes (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus coment´┐Żrios e pelo impacto por ele causado; informa´┐Ż´┐Żes equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discuss´┐Żes transparentes, mas os sites do Sistema Fiep n´┐Żo se disp´┐Żem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, n´┐Żo se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam diverg´┐Żncias, que acreditamos pr´┐Żprias de qualquer debate de id´┐Żias.

 Aceito receber comunica´┐Ż´┐Żo da Fiep e seus parceiros por e-mail
 

Associe-se

Associe-se