Sinfor PR
TI PARAN┴
ComÚrcio exterior - 21/03/2013

Imposto de ImportašŃo de mßquinas e equipamentos industriais Ú reduzido

Maior parte dos produtos beneficiados vem da Alemanha, JapŃo e Estados Unidos

Entraram em vigor no dia 28 de fevereiro, duas novas resoluções da Câmara de Comércio Exterior (Camex), que reduzem temporariamente o Imposto de Importação para equipamentos e máquinas sem produção no Brasil. Ao todo, foram 290 pedidos aprovados de equipamentos do setor metalmecânico e de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

A Resolução Camex n°16 reduz para 2%, até 31 de dezembro de 2013, as alíquotas para importação de 284 bens de capital (213 novas concessões, e 71 renovações). Já a Resolução Camex n°15 altera o Imposto de Importação para 2%, até 31 de dezembro de 2014, para seis bens de informática e telecomunicação.

Os principais setores contemplados com os ex-tarifários são: o naval (44,16%), de geração de energia (14,79%), siderúrgico (10,26%), e o setor de agroindústria (5,25%). Os equipamentos com redução tarifária serão importados da Alemanha (17,01%), Japão (13,49%), Estados Unidos (13,42%), Finlândia (10,77%), Itália (10,59%), Espanha (8,12%) e Holanda (6,76%).

Deixe seu coment´┐Żrio

Site Seu blog ou p´┐Żgina pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a pr´┐Żtica do debate respons´┐Żvel. S´┐Żo abertos a todo tipo de opini´┐Żo. Mas n´┐Żo aceitam ofensas. Ser´┐Żo deletados coment´┐Żrios contendo insulto, difama´┐Ż´┐Żo ou manifesta´┐Ż´┐Żes de ´┐Żdio e preconceito;
2. S´┐Żo um espa´┐Żo para troca de id´┐Żias, e todo leitor deve se sentir ´┐Ż vontade para expressar a sua. N´┐Żo ser´┐Żo tolerados ataques pessoais, amea´┐Żas, exposi´┐Ż´┐Żo da privacidade alheia, persegui´┐Ż´┐Żes (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus coment´┐Żrios e pelo impacto por ele causado; informa´┐Ż´┐Żes equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discuss´┐Żes transparentes, mas os sites do Sistema Fiep n´┐Żo se disp´┐Żem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, n´┐Żo se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam diverg´┐Żncias, que acreditamos pr´┐Żprias de qualquer debate de id´┐Żias.

 Aceito receber comunica´┐Ż´┐Żo da Fiep e seus parceiros por e-mail
 

Associe-se

Associe-se