Sindirepa PG
Sindirepa PG
Vídeo - 24/07/2013

Não erre na troca pastilha de freio

Manutenção dos equipamentos de frenagem é comum nas oficinas, mas em modelos como no Peugeot 206, algumas dicas facilitam o trabalho

A manutenção preventiva dos freios nos sistemas a disco é simples, mas deve ser feita de maneira correta, afinal trata-se de um dos principais sistemas de segurança do veículo. Entre os modelos em que surgem mais dúvidas no momento da troca da peça está o Peugeot 206. O erro mais comum está na posição da pastilha no momento da montagem. Segundo o fabricante, há indicações bem claras na própria peça, mas isso não parece ser suficiente. Muitos mecânicos inserem a pastilha de maneira errada e batem na peça durante a instalação para conseguir o encaixe. Isso provoca o desplacamento do material de atrito, o que ocasiona defeito. Acompanhe o vídeo abaixo produzido pelo site O Mecânico que mostra o processo correto de colocação.

Comentários - Deixe seu comentário

por socialgrand - Quarta-feira, 30 de Março de 2016 - 09:55:53 - Comentar

This was really an interesting topic and I kinda agree with what you have mentioned here! soundcloud plays buy soundcloud followers


por company registration - Segunda-feira, 01 de Fevereiro de 2016 - 03:20:37 - Comentar

I recently came across your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I don?t know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog, I will keep visiting this blog very often. free follows get youtube subscribers free


Deixe seu comentário

Site Seu blog ou página pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
2. São um espaço para troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.

 Aceito receber comunicação da Fiep e seus parceiros por e-mail
 

Empresario

Utilize nossos Serviços

Associe-se