Sindiminerais PR
Sindiminerais PR
Pedágio - 23/01/2013

Fiep inicia pesquisa para avaliar impacto da tarifa no custo de produção

Serão entrevistados industriais de todos os setores e regiões do Paraná. Os resultados vão pautar ações futuras da entidade

A Fiep iniciou no dia 22 de janeiro uma pesquisa para avaliar, entre outros pontos, o impacto da tarifa do pedágio sobre o custo de produção. A pesquisa vai apurar também a opinião do industrial sobre a qualidade das rodovias pedagiadas e dos serviços prestados e sobre os contratos e modelo de concessão. Serão entrevistados industriais de todos os setores e de todas as regiões do Paraná. O objetivo é levantar informações consistentes para pautar futuras ações. Os empresários terão 15 dias para responder os questionários. O resultado da pesquisa deve ser divulgado no final de fevereiro.

A pesquisa será aplicada por meio dos sindicatos industriais filiados à Fiep. A Federação das Indústrias é uma das representantes dos usuários na comissão tripartite criada pelo governo para acompanhar e avaliar as questões relativas ao pedágio. A comissão é formada por representes do governo, das concessionárias e dos usuários.

Três grandes pontos serão abordados na pesquisa: questões técnicas e de qualidade (condições das rodovias e atendimento aos usuários), questões financeiras e de custo (o impacto da tarifa sobre o negócio e as relação custo x benefício) e visão de futuro (modelo de concessão e contratos).

Deixe seu comentário

Site Seu blog ou página pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
2. São um espaço para troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.

 Aceito receber comunicação da Fiep e seus parceiros por e-mail
 

Filie-se

Associe-se