Sindimadeira PG
Sindimad PG
Certificação - 02/05/2013

Setor de produtos de madeira deve atender norma para edificações

Produtores de portas se reuniram com fornecedores para acertar pontos importantes que serão cobrados com as novas exigências

A partir de junho, a construção civil do Brasil ganhará um marco importante para o país. Trata-se da Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais (ABNT NBR - 15575:2013), publicada em fevereiro deste ano, e que estabelece parâmetros e padrões técnicos para as edificações, melhorando a qualidade dos produtos oferecidos pelas indústrias e a vida do consumidor. A norma cria especificações para que as edificações garantam mais segurança e conforto ao usuário. Entre os setores mais avançados está o de portas de madeira.

Atento às novas exigências, o setor de madeira processada mecanicamente se prepara para cumprir os requisitos da norma. Os fabricantes de portas de madeira, por exemplo, se organizaram por meio do Programa de Qualidade para Portas Internas de Madeira (PSQ-PIM), da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci). A certificação exige testes e ensaios nas portas para avaliar o comportamento do produto sob a ação de água, calor, umidade, resistência ao fogo e isolação sonora. Também está sendo criado um procedimento padrão de instalação da porta nas obras. A expectativa dos fabricantes é de que até junho saiam os primeiros certificados.

No dia 18 de abril, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) fabricantes de portas e alguns fornecedores do produto (painéis de madeira e ferragens) trocaram informações para que o nível de exigência cobrado pela norma seja atingido da melhor maneira possível. A expectativa dos industriais é que seja elaborado um painel de madeira específico para o produto portas.

Na avaliação da associação, as medidas trarão benefícios e melhorias para todo o setor. “Quando se normatiza um produto, toda a cadeia produtiva - fabricantes, fornecedores e consumidores - se organiza e aperfeiçoa a produção. A publicação dessa norma, considerada um marco para o desenvolvimento da construção no País, é resultado do diálogo e da parceria entre o setor produtivo e fornecedores”, explica Paulo Pupo, superintendente da Abimci.

A entidade também já está se preparando para avançar na certificação e promoção dos demais produtos destinados à construção civil como compensados, compensados plastificados, madeira serrada e outros painéis. De acordo com o superintendente, a participação da Abimci como gestora das comissões de estudo da ABNT para produtos de madeira vai contribuir para o avanço nas discussões de normas específicas para esses produtos. “Os fabricantes de compensados e madeira serrada já estão se organizando para isso, visto que novas oportunidades para uso de produtos de madeira como um item estrutural das habitações são cada vez mais uma realidade no país”, afirma Pupo.

Deixe seu comentário

Site Seu blog ou página pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
2. São um espaço para troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.

 Aceito receber comunicação da Fiep e seus parceiros por e-mail
 

Filie-se

Associe-se