Logo
Cabeçalho
Execução Trabalhista - 29/07/2013

Semana Nacional de Execução Trabalhista 2013

A Semana Nacional de Execução Trabalhista 2013 foi definida para o período de 26 a 30 de agosto, pelo CSJT - Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

A execução trabalhista é a fase do processo em que é determinado o cumprimento do que foi decidido pela justiça (execução de valores e bens para pagamento de dívidas).

A Semana Nacional de Execução Trabalhista 2013 foi definida para o período de 26 a 30 de agosto, pelo CSJT - Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Neste período, diversas ações serão desenvolvidas nas unidades da Justiça do Trabalho, para divulgar a importância da efetividade da execução trabalhista.

 A execução trabalhista é a fase do processo em que é determinado o cumprimento do que foi decidido pela justiça (execução de valores e bens para pagamento de dívidas).


O TRT-PR disponibilizou o link https://www.trt9.jus.br/internet_base/semanaconciliacaoman.do para que pessoas de todo o estado possam inscrever seus processos para tentativa de acordo, durante a Semana de Execução Trabalhista.

O prazo para requerer a inclusão do processo para a Semana de Execução encerra-se em 3/8/2013.

Informações:
Juízo Auxiliar de Conciliação – (41) 3310-7141 jac@trt9.jus.br
Vice-presidência – (41) 3310-7489 conciliacao.revista@trt9.jus.br

 

Departamento de Assistência Sindical - DAS

Gerência da Central de Relações com Sindicatos e

Coordenadorias Regionais Fiep

(41) 3271-9041

www.fiepr.org.br 

 

Deixe seu comentário

Site Seu blog ou página pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
2. São um espaço para troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.

 Aceito receber comunicação da Fiep e seus parceiros por e-mail