Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




27/10/2020

O webinar Conexão Sustentável: Jovens Parceiros na Construção ODS

Educando na Sustentabilidade

O CPCE, conselho temático de Responsabilidade Social da FIEP é assertivo ao convidar os conselheiros qualificados na promoção de impacto.       

No dia 22 de outubro o CPCE conectou a Seed Consultoria e a Faculdade Santa Maria da Glória, no webinar Conexão Sustentável: “Jovens Parceiros na Construção ODS” com as palestras: Mayra Tavares Gil de Souza – SEED Consultoria e Rosane Fontoura na promoção do diálogo, contribuindo com os acadêmicos e especialistas para uma prática alinhada aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Na abertura do evento, o conselheiro do CPCE há 9 anos e diretor de ensino da faculdade SMG Lupércio Cascone, em sua saudação aos presentes, contextualizou a relevância de todos incorporarem em seu DNA a sustentabilidade, comprometendo-se em ampliar o propósito das escolas de negócio, promovendo o desenvolvimento economicamente viável, socialmente justo e ecologicamente correto.

Mayra  direcionou o público no olhar de uma mudança de cultura global e histórica, onde todos os atores do movimento sustentável estão buscando considerar todas as partes interessadas da cadeia de valor, o valor é compartilhado para além do shareholders e passa a considerar de forma efetiva todos os stakeholders , e essa é a nova tendência de interdependência, de um capitalismo comunitário, de mudanças estruturais para alavancar novos preceitos com “senso de urgência”. Chamou atenção sobre o panorama de desigualdade, com intuito de trazer a realidade as pessoas e instituições que têm concentrado volume de riqueza com PIB considerado maior comparado a alguns países. E como fazer essa redistribuição? a pandemia nos trouxe esse repensar porque colocou todos no mesmo patamar, no mesmo barco... onde somos todos vulneráveis e todos envolvidos na crise pandêmica global.

 

Outra tendência, são investidores que procuram realizar aplicações em negócios que geram propósito, aqueles que buscam resolver problema social/ambiental “estamos num momento de virada, o modelo econômico está buscando valorizar a questão da sustentabilidade”, diz Mayra Souza A pandemia trouxe a visão da re-humanização, viver uma reeducação emocional. Hoje, o mercado de trabalho além das competências técnicas também busca avaliar a inteligência emocional, um movimento importante para o mundo universitário e profissionais de todas as áreas de atuação.

 

Falando para jovens , ressaltou o perigo do impulso da FOMO "fear of missing out" = medo de perder alguma coisa. A questão de estar plugado o tempo todo, vem deixando os jovens em estado de ansiedade, deve-se buscar o equilíbrio entre não ficar desatualizado e o exagero do acesso às redes sociais

 Nessa perspectiva o “Tempo” passou a ser um novo capital, ter experiências significativas que façam sentido para o consumidor e que tenha representatividade para as pessoas, que trazem memórias.

 

Mayra fez questão de enfatizar a linha histórica da sustentabilidade e cidadania no Mundo e especificamente no Brasil, desde o início em 1981 com “Betinho” Herbert J de Sousa, ativista dos direitos humanos (Brasil sem Fome) ;  Agenda21, (1992), ISO 14.001 (96), em 1999 o Instituto Ethos e os ODM, Pacto Global, ABNT NBR16.001 (2003), Carta Larry Fink (2019), Sistema B,  Desafios Covid-19, o Imperative21 que  juntamente com os 17 ODS são referência global que se articulam em cinco pilares (5P’s): Pessoas, Prosperidade, Paz, Parcerias e Planeta; e os jovens não devem ser meramente um espectador ,mas sim um agente da transformação e ser parte da solução para o Desenvolvimento Sustentável “

Paulo Lima, diretor regional do CPCE, deixa o incentivo aos jovens de criar e permanecer com foco, propósito no que você quer atuar e seguir, porque existem muitos desafios. É preciso deixar um legado nesse mundo!

 

Rosane Fontoura completou a fala de Mayra fazendo referência a cada ODS dizendo que cada um tem suas metas e indicadores. Ainda complementou sobre a era do movimento e transformação, a dinâmica que nos encontramos de fazer as coisas de forma diferente e de forma mais acelerada, construídas com base nos 10 R’s: Repensar, Resolver, Reelaborar, Reimaginar, Reduzir, Reinventar, Redesenhar, Reformular, Ressignificar e Revisar. É fundamental o entendimento de que o planeta precisa de ações necessários para sua proteção e desta maneira vamos compartilhar a urgência dos ODS e ser uma sociedade mais sustentável.

 

Repensar  a  nossa essência e propósito de vida

Resolver a equação do IDH   

Reelaborar as políticas públicas para a saúde e educação

Reimaginar um mundo melhor para as mulheres

Reduzir o nosso consumo

Reinventar a forma de gerar renda

Redesenhar as cidades

Reformular o modo de interação com o meio ambiente

Ressignificar os nossos valores

Revisar as nossas metas corporativas e pessoais em prol do social

 

 

** Quer saber mais sobre Sustentabilidade e  Responsabilidade Social Corporativa?

Acesse nosso site!

Acompanhe o CPCE – Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial.

http://www.fiepr.org.br/cpce/

http://portalods.com.br/

Arquivo Disponível

Fiep   Federação das Indústrias do Estado do Paraná   Direitos Reservados
Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR