Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




24/07/2018

Missão de atração de investimentos realizada na Bélgica acentua sinergias com o Paraná

Dentre os eixos estratégicos da Federação está a promoção de investimentos e parcerias internacionais, visando a diversificação e inovação industrial, o preenchimento de gargalos nas cadeias produtivas, a cooperação para o desenvolvimento de negócios e implementação de novas tecnologias. Neste viés, foi realizada a Missão Institucional para Atração de Investimentos na Bélgica, entre os dias 04 e 07 de junho, na qual participaram o Centro Internacional de Negócios, o Conselho Temático de Negócios Internacionais e o Parque Tecnológico Itaipu, como captadores de oportunidades para o Paraná impulsionando proativamente negócios e investimentos.

 

Na ocasião, a delegação participou do evento de internacionalização Wallonia Export Days, realizado na cidade de Louvain-la-Neuve, no qual teve a chance de conversar com diversas empresas, clusters setoriais e instituições de representação, expondo as potencialidades do estado e a capilaridade dos serviços do Sistema Fiep que atraem o interesse de investidores estrangeiros. O Vice-Presidente da Fiep e Coordenador do Conselho Temático de Negócios Internacionais, Paulo Pupo, conduziu a apresentação sobre o perfil do estado e seu prospero ambiente de negócios, destacando as oportunidades de investimentos, a diversidade setorial em todo o território paranaense, bem como o ecossistema de inovação, especialmente em sua capital.

 

A percepção foi de que o mercado belga pode ser muito explorado pelas empresas paranaenses já que possui muitas sinergias setoriais e capacidade inovadora. Trata-se de um país com pouco mais de 11 milhões de habitantes, tal como o Paraná, formado por uma população multicultural em suas três comunidades (francesa, flamenga e de língua alemã) e com uma capital cosmopolita, a Bélgica, oficialmente bilíngue que abriga pessoas do mundo todo. Sua economia consolidada, baseia-se em fortes investimentos em pesquisa e desenvolvimento, sendo referência em diversos setores, tais como alimentos e bebidas, biotecnologia, energia sustentável, infraestrutura, entre outros.

 

As visitas técnicas realizadas apenas comprovaram a dinâmica da economia belga. No Laboratório de Cervejaria na universidade de Louvain (Brewery Engineering School UCLouvain) foi visto como a pesquisa está atrelada à indústria, uma vez que dentro da universidade são realizados testes e desenvolvimento de novos produtos para grandes marcas cervejeiras. Além disso, o país tem um posicionamento estratégico e por isso pode ser um importante hub de acesso ao mercado europeu, a exemplo disso, o Porto de Antuérpia, o segundo maior da Europa, está localizado no coração do continente abastecendo os mercados da Alemanha, França, Holanda e da própria Bélgica. Também foram realizadas diversas agendas e visitas técnicas para apresentação do projeto Green Silicon, estudo de viabilidade desenvolvido a partir da parceria da Itaipu e Fiep que surgiu da expectativa do desenvolvimento da cadeia fotovoltaica na região da fronteira do Brasil com o Paraguai, em especial no oeste do Paraná. O setor de energia solar é representado de forma consistente no país, com instituições que realizam a defesa de políticas públicas para fomento do setor, laboratórios de certificação e clusters de promoção de negócios e inovação. Ficou claro que o país é um importante benchmarking a ser seguido e um estratégico parceiro a ser fortalecido.

Fiep   Federação das Indústrias do Estado do Paraná   Direitos Reservados
Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR