SINDEMON

Sindicato das Empresas de Engenharia de Montagem e Manutenção Industrial do Estado do Paraná

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




Entidades paranaenses declaram apoio às ações de combate à corrupção

Manifesto cita repúdio à nomeação do ex-presidente Lula como ministro-chefe da Casa Civil e pede andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional. Presidente do Sindemon, Jair José de Souza, acompanhou a articulação

clique para ampliarclique para ampliarRepresentantes de entidades paranaenses se mostraram indignados com o atual cenário político do país (Foto: Agência Fiep)

Mais de 100 representantes de entidades da sociedade civil organizada paranaense se reuniram no dia 17 de março, no Campus da Indústria, em Curitiba, para analisar o atual cenário político brasileiro. As entidades decidiram elaborar um manifesto conjunto em repúdio à nomeação do ex-presidente Lula como ministro-chefe da Casa Civil. As entidades - entre elas a Fiep - também pedem o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional.

As entidades se posicionaram ainda em apoio a todas as ações de combate à corrupção em andamento no Brasil e pela defesa irrestrita da manutenção do Estado Democrático de Direito e dos princípios constitucionais.

Além da elaboração do manifesto, as entidades vão formar um grupo de lideranças para ir até Brasília e entregar o documento a todos os parlamentares da bancada paranaense no Congresso Nacional. A realização de outras ações de mobilização também está sendo estudada.

Participaram do encontro representantes da Fiep, sindicatos, Fecomércio, Feecoopar, Fetranspar, Associação Comercial do Paraná, Faciap, OAB-PR, Aecic e instituições que representam categorias como engenheiros, contabilistas e agrônomos. Também estiveram presentes duas entidades de representação de trabalhadores: a União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Federação dos Trabalhadores da Indústria do Paraná (Fetiep).

“Neste encontro ficou clara a indignação, praticamente unânime, em relação ao que está acontecendo em nosso país”, afirmou o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo. “Uma indignação contra tudo o que estamos presenciando em assuntos de ordem política, de ética e de valores, especialmente pela questão da corrupção”, completou.

De acordo com ele, as entidades apoiam o andamento do processo no Congresso Nacional, desde que respeitados todos os aspectos legais e constitucionais.

As entidades ainda ressaltaram, durante o encontro, a importância de acabar com a corrupção no país. “Declaramos apoio ao combate à corrupção em todos os níveis, seja pela operação Lava Jato, seja por outras operações em andamento, inclusive aqui no estado do Paraná. Refutamos a corrupção, defendemos que a Justiça seja feita e os culpados sejam punidos”, afirmou Campagnolo.

Com informações da Agência Fiep

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os seguintes erros foram encontrados:








    1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
    2. São um espaço para troca de ideias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
    3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
    4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
    5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de ideias.
    Motivos que fizeram os empresários adiar ou cancelar investimentos em 2015Sérgio Moro fala para empresários em evento da Fiep