Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




Começam obras do Instituto Senai de Tecnologia

Construção de complexo está estimada em R$ 8,4 milhões. Centro vai transformar Londrina na capital paranaense de TI

clique para ampliar>clique para ampliarObra ficará pronta no final de 2014. (Foto: Sinfor/PR)

As estacas colocadas no pátio da unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Londrina marcam o início das obras do complexo do Instituto Senai de Tecnologia em TI. A Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) está investindo R$ 8,4 milhões na construção.

O prédio vai abrigar laboratórios e salas de aula. “Este laboratório vai funcionar em todos os níveis, desde a formação profissional, estimulando o empreendedorismo com o fomento de incubadoras, como também será um laboratório de certificação e incentivo de inovação e pesquisa. Londrina será o centro paranaense em TI”, definiu o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, durante o lançamento do projeto no ano passado.

O Instituto de TI faz parte de um vasto programa de expansão do Senai, que está investindo R$ 178 milhões na construção de oito institutos de inovação por todo o Paraná até 2015. O objetivo é aproximar as pesquisas e produções industriais paranaenses aos moldes europeus.

“Essa construção é um marco. Este centro direciona o olhar do Estado para Londrina quando o assunto for TI”, observou o vice-presidente do Sindicato das Indústrias de Software do Paraná (Sinfor), Marcus von Borstel.

O Instituto Senai vai oferecer consultoria às indústrias, certificações, qualificação de mão de obra e incubação de projetos. As obras do centro tecnológico de Londrina devem ser concluídas no final de 2014.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os seguintes erros foram encontrados:








    1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
    2. São um espaço para troca de ideias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
    3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
    4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
    5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de ideias.
    Oferecer opções diferenciadas aumenta o faturamentoSimovem incentiva participação de industriais em feira do setor