Trabalho - 20/09/2012

Indústria precisará de 7,2 milhões de técnicos até 2015 

Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Senai, mostra profissões em alta nos próximos três anos. Estudo aponta que a demanda no Paraná é por 477,5 mil trabalhadores

clique para ampliar clique para ampliar
O Senai oferece, a cada ano, 2,5 milhões de vagas nas diversas modalidades de educação profissional (Foto: Rogério Theodorovy)

O Brasil terá de formar 7,2 milhões de trabalhadores em nível técnico e em áreas de média qualificação para atuarem em profissões industriais até 2015. Essa necessidade produzirá oportunidades em 177 ocupações, que vão desde trabalhadores da indústria de alimentos (cozinheiros industriais) e padeiros até supervisores de produção de indústrias químicas e petroquímicas.

No Paraná a demanda até 2015 é por 477,5 mil profissionais capacitados, o que corresponde a 6,7% de todo o País. As ocupações com maior demanda no Estado para profissionais de nível técnico (cursos com até dois anos de duração), são para técnicos em controle da produção; em eletrônica; em eletricidade e eletrotécnica; mecânicos na fabricação e montagem de máquinas, sistemas e instrumentos; em operação e monitoração de computadores.

Entre as ocupações que necessitam de cursos profissionalizantes com menos de 200 horas, a maior demanda no Paraná é para trabalhadores da indústria de alimentos (cozinheiros industriais); operadores de máquinas para costura de peças do vestuário; mecânicos de manutenção de veículos automotores; preparadores e operadores de máquinas; padeiros, confeiteiros e afins.

Os dados fazem parte do Mapa do Trabalho Industrial 2012, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), apresentado nesta quinta-feira (20), em São Paulo, durante o lançamento da Olimpíada do Conhecimento. A Olimpíada coloca em disputa os melhores alunos das escolas SENAI de todo o país como forma de avaliar a qualidade de cursos profissionalizantes para mais de 50 ocupações. Os profissionais preparados nessas escolas atenderão à demanda da indústria apontada no estudo. Leia mais aqui

 


Coment�rios - Deixe seu coment�rio

por Rogerio Luis Munchen - Domingo, 23 de Setembro de 2012 - 17:25:49 - Comentar

Ola!
Muito bom saber que o mercado esta aquecido e a demanda de profisionais técnicos esta em alta, mas a preocupação é, como esses profissionais chegarão ao mercado de trabalho, porque trabalho na industria a anos e vejo uma lacuna entre instituições de ensino e a industria, talvez um sistema de parceria entre instituições de ensino e industria seria fundamental para inserir com sucesso esses profisionais no mercado.


Deixe seu coment�rio

Nome (obrigat�rio)
E-mail (obrigat�rio)
N�o ser� divulgado
Cidade (obrigat�rio)
 UF (obrigat�rio) 
Site
Seu blog ou p�gina pessoal
Mensagem




 Li e aceito o termo de responsabilidade online

1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a pr�tica do debate respons�vel. S�o abertos a todo tipo de opini�o. Mas n�o aceitam ofensas. Ser�o deletados coment�rios contendo insulto, difama��o ou manifesta��es de �dio e preconceito;
2. S�o um espa�o para troca de ideias, e todo leitor deve se sentir � vontade para expressar a sua. N�o ser�o tolerados ataques pessoais, amea�as, exposi��o da privacidade alheia, persegui��es (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus coment�rios e pelo impacto por ele causado; informa��es equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discuss�es transparentes, mas os sites do Sistema Fiep n�o se disp�em a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
5. Dos leitores, n�o se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam diverg�ncias, que acreditamos pr�prias de qualquer debate de ideias.